Movimento Vida no Centro de Campinas: pela paz
Cortejo sairá da praça Bento Quirino, no centro (Foto José Pedro Martins)

Movimento Vida no Centro de Campinas: pela paz

Contribuir para ações de melhoria da qualidade de vida, em arte, educação, meio ambiente, área social e geração de emprego e renda, com foco sobretudo na região central, visando o período entre 2014 e 2024, quando Campinas completa, respectivamente, 240 e 250 anos. Este é um dos propósitos do Movimento Vida no Centro de Campinas, que será lançado no dia 23 de julho, a partir das 19 horas, na Associação Campineira de Imprensa (ACI), na rua Barreto Leme, 1479, ao lado da Prefeitura. O Movimento Vida no Centro de Campinas é uma iniciativa da sociedade civil, com a participação de um grupo de organizações e cidadãos dispostos a uma série de reflexões e ações direcionadas para a região central da cidade, em diversas áreas.

Assinam o convite de lançamento do Movimento algumas das mais tradicionais organizações sociais locais, como a Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), Clube de Diretores Lojistas (CDL), Conseg-Centro e Centro de Ciências, Letras e Artes (CCLA), além da própria ACI. São algumas das instituições que contribuíram, ao longo de sua história, para tornar Campinas uma referência nacional em vários campos. E todas elas já se envolveram em ações pela valorização do Centro da cidade.

O documento-convite de lançamento também leva a assinatura de iniciativas contemporâneas, típicas da cultura colaborativa, da sociedade em rede, com novas formas de pensar a cidade. Casos do Campinas que Queremos – Observatório Cidadão e coletivos de cultura Nina, Moinho, UniCult e Rede Usina Geradora.

Antigo Palácio da Justiça, na praça onde está o monumento aos fundadores e o busto de Guilherme de Almeida

Antigo Palácio da Justiça, na praça onde está o monumento aos fundadores e o busto de Guilherme de Almeida

A programação de 23 de julho começa com apresentação musical e segue com um painel representativo das dimensões que o Movimento Vida no Centro de Campinas trabalhará: Economia, Social, Gênero, Meio Ambiente, Cultura e Patrimônio Histórico, entre outras. Em seguida haverá a apresentação das propostas iniciais do Movimento e do seu site na Internet.

O Movimento terá reflexões e ações norteadas por documentos e conceitos que expressam importantes avanços civilizatórios, como osdas Cidades Educadoras, da Agenda 21, da Carta da Terra, da Declaração Universal dos Direitos Humanos, da Convenção sobre a Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural (Carta de Paris), dos conceitos de Cultura Viva e Economia Criativa.   

Um Centro de Campinas cada vez mais ativo, que expresse a valorização da cultura e do patrimônio histórico, um espaço para atividades econômicas sempre mais dinâmicas e geradoras de riqueza e renda, um território de respeito integral à vida, aos recursos naturais e aos direitos básicos de cidadania. Este é um dos objetivos do Movimento Vida no Centro de Campinas, que espera receber apoios crescentes de organizações da sociedade civil e cidadãos.

2 comentários

  1. Participamos desse movimento, com muita honra e responsabilidade!
    A história quase cinquentenária da AEDHA revela seu olhar permanente e sua ativa integração e protagonismo para alavancar socialmente nossa Campinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>