Capa » Centros Urbanos » Região de Campinas e Piracicaba vai discutir alternativas para crise hídrica
Região de Campinas e Piracicaba vai discutir alternativas para crise hídrica
Vazão do rio Piracicaba e outros rios da região está muito baixa: estiagem pode ser mais forte que em 2014 (Foto Adriano Rosa)

Região de Campinas e Piracicaba vai discutir alternativas para crise hídrica

Nos primeiros dias de maio voltou a ficar crítica a vazão dos rios das regiões de Campinas e Piracicaba, localizadas nas bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), assim como tem caído o volume do Sistema Cantareira. Estes fatos apontam para um cenário de abastecimento cada vez mais crítico em 2015. A situação será debatida a partir desta quinta-feira, 7 de maio, em uma série de quatro encontros organizados pelo Consórcio PCJ, em parceria com a Petrobrás/Replan. Os encontros serão marcados pela ocorrência dos chamados “Eventos Hidrológicos Extremos”. O primeiro será nesta quinta, dia 7, em Piracicaba.

A iniciativa conta com o apoio da Iandé – Educação e Sustentabilidade, Comitês PCJ, OCA Laboratório de Política e Educação Ambiental da ESALQ e do Núcleo de Apoio à Cultura e Extensão em Conservação e Educação (NACE – PTECA ESALQ USP).

O tema deverá ser central nas discussões sobre políticas públicas com o objetivo de alcançar a sustentabilidade hídrica nas Bacias PCJ. Prova disso, é a revelação feita pelo Professor e Doutor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Antônio Carlos Zuffo, que informou durante a reunião do Grupo de Eventos Extremos do Consórcio PCJ, que o Estado de São Paulo poderá passar por nova estiagem tão severa quanto a do ano passado ou pior, entre os anos de 2022 e 2025. Segundo ele, é necessário que os órgãos gestores se preparem para essa ocorrência climática.

A informação de Zuffo faz parte do início da atualização do Estudo sobre as disponibilidades hídricas do convênio que o Consórcio PCJ possui com a Unicamp, que incluirá as ocorrências climáticas dos anos de 2014 e 2015, para balizar as propostas da entidade para a renovação da outorga do Cantareira.

A ocorrência de eventos extremos se intensificou nas Bacias PCJ. Em cinco anos, a região passou de um extremo período caracterizado por excesso de chuvas (entre os anos de 2009 a 2012) para um período de seca nunca antes registrada (2014/2015). Esse cenário, somado às previsões do Professor Zuffo, motivaram o Consórcio PCJ a debater o tema com a comunidade.

O primeiro encontro para debater o tema acontecerá neste 7 de maio, a partir das 8h, no SESC em Piracicaba (SP) e o tema será: “Políticas Públicas no Contexto dos Eventos Extremos”, e contará com a participação do Professor Doutor da ESALQ/USP, Marcos Sorrentino, do Diretor Regional da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado, e com o representante da concessionária de abastecimento Águas de Itu, Carlos Diego.

Na abertura oficial do evento terá a presença do prefeito municipal de Piracicaba e presidente dos Comitês PCJ, Gabriel Ferrato, do secretário municipal de defesa do meio ambiente, Rogério Vidal. Os outros eventos serão no município de Capivari (SP), na próxima semana, no dia 14 de maio, em Jundiaí (SP), no dia 21 do mesmo mês, e o encontro de encerramento voltará a ocorrer no município de Piracicaba, no dia 21 de junho.

Sobre ASN

Organização sediada em Campinas (SP) de notícias, interpretação e reflexão sobre temas contemporâneos, com foco na defesa dos direitos de cidadania e valorização da qualidade de vida. Já ganhou os prêmios de jornalismo: FEAC (2015), Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros (2016), ABAG-Ribeirão Preto "José Hamilton Ribeiro" de Jornalismo (2017) e Prêmio INEP de Jornalismo (2017).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>