quarta-feira , 20 setembro 2017
Pimentel governará Minas Gerais com desafios ambientais, sociais e na educação
Sede do governo de Minas Gerais, em Belo Horizonte, que terá pela primeira vez o PT no comando (Foto José Pedro Martins)

Pimentel governará Minas Gerais com desafios ambientais, sociais e na educação

O eleito Fernando Pimentel (PT) quebra uma hegemonia de doze anos do PSDB no poder em Minas Gerais, embora seja do PP o atual governador, Alberto Pinto Coelho Junior, sucessor desde 4 de abril de 2014 do tucano Antônio Anastasia, eleito para o Senado. Pimentel terá muitos desafios pela frente, nas áreas ambiental, da educação e segurança, entre outras. A seca que já atinge grande parte do estado é desafio imediato.

Vários reservatórios localizados em Minas Gerais estão próximos do limite mínimo de capacidade. Segundo a Agência Nacional de Águas,  o valor médio observado em setembro no reservatório da Usina Hidrelétrica de Três Marias, na bacia do rio São Francisco, foi de 52 m³/s (metros cúbicos por segundo), enquanto a mínima observada em todo o período de 83 anos de dados, de 1931 a 2014, foi de 58 m³/s. No final de setembro, ficou conhecido nacionalmente o fato de que a nascente do São Francisco, na Serra da Canastra, secou.

Pelo quinto ano consecutivo, entre 2012 e 2013, Minas Gerais foi o estado campeão nacional de desmatamento da Mata Atlântica. O estado teve 8.437 hectares do bioma destruídos no período, segundo o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, divulgado em maio de 2014 pela Fundação SOS Mata Atlântica e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Entre 2011 e 2012, o desmatamento de Mata Atlântica em Minas Gerais foi de 10.752 ha.

O desmatamento no Cerrado também continua ocorrendo em Minas. Quase 60% da área de Cerrado no estado já foram desmatados, o que deixa Minas atrás de SP (mais de 80%), MS, DF, PR e GO no desmatamento do bioma, mas à frente de MT, BA, TO, MA, PI e RO.

A ampliação da fronteira agrícola é apontada como um dos fatores da escalada do desmatamento em Minas Gerais. O estado é líder nacional em utilização de fertilizantes, com mais de 260 kg/ha,  segundo Indicadores de Desenvolvimento Sustentável Brasil 2012, do IBGE, que cita várias fontes. O estado em segundo lugar é Mato Grosso, com pouco mais de 200 kg/ha de fertilizantes. A média brasileira é de pouco mais de 150 kg/ha.

Minas também é o sétimo estado no ranking nacional em uso de agrotóxicos. A média em Minas em 2009 era de mais de 3 kg/ha, abaixo das médias de RJ, SP, RS, DF, MT e GO, de acordo com a mesma publicação do IBGE.

Na área social e educacional, muitos desafios. Minas tinha 384.364 crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos em situação de trabalho, representando 9,20% da população do estado nesta faixa etária, segundo o Censo do IBGE de 2010.

De acordo com números do Ministério da Educação, Minas tinha apenas 22,15% da população de 0 a 3 anos em creche em 2012, abaixo da média nacional, de 22,53%. Somente 56% dos alunos do ensino médio estavam na faixa etária adequada.

Estiagem é desafio imediato para novo governo de Minas Gerais

Estiagem é desafio imediato para novo governo de Minas Gerais

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>