City Banda se consolida como confederação de blocos, com milhares nas ruas do Cambuí
Mais de 25 mil foliões nas ruas do Cambuí (Foto Martinho Caires)

City Banda se consolida como confederação de blocos, com milhares nas ruas do Cambuí

Com mais de 25 mil pessoas desfilando nas ruas do Cambuí, neste sábado, 30 de janeiro, a City Banda se consolidou como uma confederação de blocos e firmou a tendência de nova configuração para o Carnaval de Campinas. A cidade terá em 2016 o maior Carnaval de blocos das últimas décadas, como  reflexo de fenômeno observado em todo Brasil.

Alegria foi mais uma vez o grande combustível da City Banda em 2016 (Foto Martinho Caires)

Alegria foi mais uma vez o grande combustível da City Banda em 2016 (Foto Martinho Caires)

O cancelamento do desfile das escolas de samba no Carnaval de 2016 em Campinas é um ingrediente a mais a fomentar os blocos em várias regiões. E a City Banda abriu em grande estilo, com a tradicional alegria dos foliões, a festa deste ano.

Muita descontração no novo trajeto da City, mais curto e mais empolgante (Foto Martinho Caires)

Muita descontração no novo trajeto da City, mais curto e mais empolgante (Foto Martinho Caires)

Uma das novidades da City Banda neste ano foi a redução no trajeto. Após o percurso pela rua Maria Monteiro, a City Banda virou na rua Américo Brasiliense, até a rua Coronel Quirino, e não mais pela rua Guilherme da Silva como acontecia. A explicação dos organizadores é que, em função da presença cada vez maior de foliões, o desfile vinha atrasando no retorno ao Centro de Convivência.

A nova "virada", na esquina das ruas Maria Monteiro e Américo Brasiliense (Foto Martinho Caires)

A nova “virada”, na esquina das ruas Maria Monteiro e Américo Brasiliense (Foto Martinho Caires)

Outro fato novo foi que, neste ano, os tradicionais trio elétrico e banda tiveram a companhia, para incrementar a animação, de bateria com 50 percussionistas. Músicos conhecidos em Campinas, como Ding Dong, contribuem para a boa qualidade do repertório, composto pelas marchinhas históricas e composições mais recentes.

Ding Dong entre os músicos que comandaram o rico repertório (Foto Martinho Caires)

Ding Dong entre os músicos que comandaram o rico repertório (Foto Martinho Caires)

A City Banda nasceu em 1994, na famosa mesa 10, “da diretoria”, do City Bar. E mantém a tradição de homenagear figuras de destaque da cultura local. Em 2016 foi a vez do premiado cartunista Dalcio Machado.

Muitas fantasias no desfile. (Foto Martinho Caires)

Muitas fantasias no desfile. (Foto Martinho Caires)

GALERIA

Não faltaram as fantasias de palhaço, personagem eterno da cultura. (Foto Martinho Caires)

Não faltaram as fantasias de palhaço, personagem eterno da cultura. (Foto Martinho Caires)

 

O tempo bom contribuiu para animar ainda mais o desfile da City Banda em 2016. (Foto Martinho Caires)

O tempo bom contribuiu para animar ainda mais o desfile da City Banda em 2016. (Foto Martinho Caires)

 

Ruas do Cambuí mais uma vez tomadas pelas cores da City Banda. (Foto Martinho Caires)

Ruas do Cambuí mais uma vez tomadas pelas cores da City Banda. (Foto Martinho Caires)

 

A reinvenção proporcionada pela "confederação de blocos" reiterou a vitalidade do Carnaval brasileiro (Foto Martinho Caires)

A reinvenção proporcionada pela “confederação de blocos” reiterou a vitalidade do Carnaval brasileiro (Foto Martinho Caires)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>