Parlamento britânico convida pesquisadores brasileiros para discutir futuro da agricultura
Ilustração usada na página do All-Party Parliamentary Group on Science & Technology in Agriculture na Internet para noticiar o evento no dia 25 de abril

Parlamento britânico convida pesquisadores brasileiros para discutir futuro da agricultura

Três pesquisadores brasileiros foram convidados pelo Parlamento britânico para discutir o futuro da inovação na agricultura, na perspectiva do comércio, da pesquisa e da sustentabilidade. O evento do Grupo Parlamentar sobre Ciência e Tecnologia na Agricultura acontece na terça-feira, dia 25 de abril, e a participação maciça de brasileiros  comprova a força da agricultura e da pesquisa agrícola desenvolvida no país.

Entre os brasileiros está Francisco Oliveira, que foi diretor de Políticas e Combate ao Desmatamento do Ministério do Meio Ambiente. Ele dirigiu o órgão entre 2012 e fevereiro de 2016, período em que houve uma queda acentuada do desmatamento na Amazônia. Entre 2003 e 2004 a taxa de desmatamento no bioma foi de 27.772 quilômetros quadrados e desde então houve uma queda progressiva, até atingir 4.571 km2 entre 2012 e 2013, segundo o monitoramento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Outro convidado é Pedro Luiz Oliveira de Almeida Machado, que é coordenador do Embrapa-Labex Europa, sediado na Agropolis International, em Montpellier, na França. Pedro Machado é engenheiro agrônomo formado pela Universidade Estadual de Londrina, com doutorado em Solos pela University of Natural Resources and Aplled Life Sciences, em Viena, Áustria. Foi pesquisador visitante no Rothamsted Research, na Grã-Bretanha.

André Sarria, pesquisador no Rothamsted Research (Foto Divulgação)

André Sarria, pesquisador no Rothamsted Research (Foto Divulgação)

São do mesmo Rothamsted Research os outros dois participantes convidados do Parlamento britânico. São Simon Vaughan e André Franceschini Sarria, formado em Química pela Universidade Federal de São Carlos, pela qual também se tornou doutor, em 2012. Parte do doutorado foi feita na Espanha, em biotecnologia da rizosfera, com financiamento da FAB e CASA-Airbus.

Também tem um pós-doutorado em Ecologia Química e Semioquímica pelo Rothamsted Research, na Inglaterra, e realizou uma especialização em plant stress pelo Institute of Plant Science and Resources na Universidade de Okayama, no Japão. Atualmente vive em Londres, onde é pesquisador contratado pelo Rothamsted Research, atuando no Departamento de Biointerações e Proteção de Colheitas, André Sarria mantém colaboração semanal com a plataforma de blogs da Agência Social de Notícias.

Participam igualmente do debate na terça-feira os deputados Julian Sturdy e Laurence Robertson. O Grupo Parlamentar de Ciência e Tecnologia na Agricultura promove regularmente discussões sobre vários temas na área agrícola, com convidados britânicos e de todo o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>