Feira SUB 2017 divulga lista de expositores
Feira SUB em 2016: espaço para divulgação de publicações independentes (Foto Adriano Rosa)

Feira SUB 2017 divulga lista de expositores

Feira SUBA Feira SUB de arte impressa e publicações independentes divulgou hoje a lista dos expositores para a segunda edição que acontece em 16 de setembro de 2017, em Campinas, na Biblioteca Pública Municipal “Professor Ernesto Manoel Zink”, das 11 às 21 horas e tem entrada gratuita. A Feira funciona como um espaço de apresentação, distribuição e comercialização de arte impressa e publicações independentes. Conta com a participação de editoras, coletivos e artistas e é gratuita para expositores e público.

A segunda edição da feira terá a participação de 73 expositores de sete estados, sendo 18 da região de Campinas. O número de expositores representa cerca de 30% a mais em relação ao ano anterior.  Esse crescimento reflete o atual momento de fervor do mercado de publicadores independentes e artistas que circulam fora do circuito convencional. As feiras são espaços de circulação desses trabalhos e o principal mecanismo para conectar publicadores, artistas e público, funcionando como importantes catalisadores na formação de público.

Esta é a lista dos expositores:  A Livreria (Piracicaba|SP), Adriana Cavallaro Estúdio (São Paulo), AForca (Santos|SP), Alcateia Coletivo (São Paulo), Aline Zouvi (São Paulo), Âmago (Campinas|SP), Ana Francotti (São Paulo) , anaiaiá (Porto Alegre|RS), Bagadefente (Botucatu|SP), BESOURA (São Paulo), BETUME (São Paulo), Borogodó Editora (São Paulo), Cactus Edições (Porto Alegre|RS), Caio Mascarello (Porto Alegre|RS), Carlos Alexandre Pereira + FEA Editora (Campinas|SP), Carriero (Campinas|SP), Coletivo Atalho Gráfico (São Paulo), Coletivo Distante (Campinas|SP), Coletivo Escape HQ (São Paulo), Coletivo NFTR N O F U T U R E (Campinas|SP),  Coletivo prensado (Osasco|SP), Conspire Edições (São Paulo), Coticoá (Santo André|SP), Daniela Pinheiro (São Paulo),  Deborah Salles (São Paulo),  Decimal (Porto Alegre|RS), Desdobraduras (Itajai|SC), Dulcineia Catadora (São Paulo), Edições Atelier Feito em Casa (São Paulo), Edições Jabuticaba (São Paulo),  Editora Incompleta (São Paulo), Editora Lamparina Luminosa (São Bernardo do Campo|SP), Editora Quelônio (São Paulo),  Editora Urutau (Campinas/Bragança Paulista|SP), .entre. edições (São Paulo), Estampe (Rio de Janeiro), Estúdio Jabuti (Belo Horizonte|MG), Farol 81 (Campinas|SP), Felipe Abreu + Vibrant (São Paulo),  Fotolab Linaibah (Niterói|RJ e Colômbia), Gabriela Gil (São Paulo), Graficafábrica (São Paulo), Gusta Vicentini (Campinas|SP), helena giestas – canto da foto (Valinhos|SP), ilhOz (Campinas |SP), Isadora Fernandes (Santa Bárbara D’Oeste|SP), Jornal de Borda (Campinas|SP), Jpedrinho9 (Campinas|SP), Júlia Oliveira (Campinas|SP), La Tosca (São Paulo), LíquidoPreto (São Paulo), Lote 42 (São Paulo), Malha Fina Cartonera (São Paulo), Mimo de Vênus (Campinas|SP), Moinho Edições Limitadas (Lindolfo Collor|RS), MomoCrap (São Paulo), Murilo Martins (São Paulo), O SOMOS (Belo Horizonte |MG), Objetus Lúdicus Antimatéria ( Taguatinga|DF), Pemba (São Paulo), PHONTE 88 (Belo Horizonte|MG),  Poupée Rouge Publicações Independentes (São Paulo), Quatro Cantos (São Paulo), rrrrrrrrrrrrrrr (São Paulo), Sete Martes (São Paulo), Telma Melo (São Paulo), Thais Ueda (São Paulo), Ubu Editora (São Paulo), Veio de Lá (São Paulo), Vitor Zanini (São Paulo), Volúsia Press (São Paulo), Xilomóvel (Campinas|SP) e Zarabatana Books (Campinas|SP).

“O aumento do número de expositores só foi possível porque este ano fizemos esta parceria maravilhosa com a Biblioteca Municipal, onde o espaço é maior. Ainda assim, muita produção interessante acaba ficando de fora. Mais do que crescer,  continuamos focando na qualidade dos trabalhos que serão apresentados. Recebemos muitas inscrições e fizemos a seleção dos expositores analisando um a um dos portfólios que nos foram enviados. É um trabalho intenso mas que nos dá muito prazer em realizar. Tem muita gente boa fazendo trabalhos incríveis e a feira tem o propósto de apoiar, incentivar a produção desse pessoal e conectar esses trabalhos com o público,  afirma Marcela Pacola, coordenadora da feira e uma das responsáveis pela curadoria.  “Na curadoria, buscamos identificar trabalhos com diferentes linguagens artísticas, conteúdo e formatos de impressão gráfica e equilbrar essa proporção entre os expositores selecionados”, completa.

Feira SUB em 2016: publicações independentes têm despertado interesse crescente no público brasileiro (Foto Adriano Rosa)

Feira SUB em 2016: publicações independentes têm despertado interesse crescente no público brasileiro (Foto Adriano Rosa)

Além da parte expositiva, a feira terá uma programação com palestras e oficinas que está sendo construída e em breve será divulgada. Isso inclui também ações paralelas em outros locais da  cidade nos dias que antecedem a feira. “Todas as atividades, palestras e eventos que estão sendo organizados serão oferecidos gratuitamente ao público. A Feira SUB tem o intuito de promover o debate sobre publicações, design, arte impressa e a troca de experiências entre visitantes, expositores e palestrantes”, afirma Fabiana Pacola Ius, coordenadora e curadora da Feira.

A realização da Feira na Biblioteca Pública Municipal “Professor Ernesto Manoel Zink”, coincide com o mês de aniversário da biblioteca, que completa 71 anos. A localização em um endereço na região central de Campinas – ao lado do prédio da Prefeitura e do Museu de Arte Contemporânea de Campinas (MACC) – contribui para democratizar o acesso e ampliar o número de visitantes da Feira SUB. São esperadas cerca de 2.000 pessoas. A Biblioteca Municipal fica na avenida Benjamin Constant, 1633.

A Feira SUB é uma realização do The MIX Bazar e conta com o apoio da Secretaria de Cultura de Campinas e da Agência Social de Notícias.

Sobre Feiras de Publicações Independentes – Enquanto o mercado editorial vem encolhendo em número de vendas, o circuito de publicações independentes não para de crescer. É o que mostra o sucesso de público da mais recente edição da Feira Plana, que aconteceu pela primeira vez no pavilhão da Bienal de São Paulo em março e ganhou ares de Festival. A Plana, uma das mais importantes no segmento, em sua 5ª. edição, recebeu um público recorde de cerca de 18 mil pessoas em 3 dias de evento.

Levantamento feito pela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) mostra que o mercado editorial apresentou performance inferior ao PIB do país no período entre 2006 e 2015. O faturamento apresentou uma queda de 12,5%. No entanto, o segmento de publicações independentes vem despertando cada vez mais o interesse do público. A cada ano as feiras de publicações independentes recebem um número maior de expositores e de público. No ano passado as feiras borbulharam em várias cidades do país. Para 2017 a expectativa é que o número de visitantes dessas feiras seja ainda maior.O interesse do público para com esse tipo de arte cresceu e hoje, muita gente que nunca tinha feito um impresso passou a produzir por ter o estímulo de apresentar seu trabalho nas feiras independentes. Esse formato contribui para economia criativa, representando as novas formas de economia onde pessoas, planeta e propósito andam de mãos dadas.

Sobre o The Mix Bazar

 – O The Mix Bazar (TMB) é um projeto que trabalha com economia criativa, consumo sustentável e economia colaborativa e se manifesta através da moda sustentável, da arte e do design. O TMB é também um espaço alternativo plural onde acontecem cursos, workshops, exposições e eventos culturais. Tem como propósito estimular a economia criativa por meio da valorização da produção autoral e local, e tem como principais pilares Pessoas-Sustentabilidade-Economia Criativa. Dentre os projetos  apoiados/realizados, além da Feira SUB, o MIX participou do Festival Hercule Florence em 2015 e 2017, das exposições ‘Encontros com Alice’ da artista Valéria Menezes (2015) e ‘Frente e Verso’, exposição de livro de artista de 5 artistas de Campinas (2016), criou um roteiro de bairro chamado ‘Cambuí Walking Tour’ que tem o intuito de estimular a mobilidade urbana sustentável por meio da caminhada pelo bairro e divulgar os comerciantes locais,  apoiou os projetos dos livros ‘Os Vestidos de Frida’ de Christine Ferreira Azzi com ilustrações de Juliana Fiorese (2015) ‘Valquírias’ de Juliana Fiorese (2016), ‘Revista Farpa’ (2016) editada pelo coletivo Farpa, composto por seis mulheres, Casa Plana (2016) e do livro Obras Comentadas de Andrés Hernández (2016).

Serviço – Feira SUB 2017

Data: 16 de setembro de 2017

Horário: 11 às 21 horas

Local: Biblioteca Pública Municipal ‘Professor Ernesto Manoel Zink’ (Avenida Benjamim Constant, 1633, Centro, Campinas, SP)

Entrada Gratuita

Informações e dúvidas sobre as inscrições: feirasub@themixbazar.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>