ANA determina redução de vazão no Paraíba do Sul para garantir abastecimento no Rio de Janeiro

ANA determina redução de vazão no Paraíba do Sul para garantir abastecimento no Rio de Janeiro

Apesar das fortes chuvas registradas nos últimos dias em território paulista, a Agência Nacional de Águas (ANA) determinou a redução de vazão nos rios Paraíba do Sul e Pardo, como medida preventiva e preservar o estoque de água nos respectivos reservatórios e garantir o abastecimento para a Região Metropolitana do Rio de Janeiro, no primeiro caso. Em outras regiões do Brasil afetadas pela crise hídrica deste ano, como no Nordeste, também estão vigorando regras de redução de vazão.

Duas medidas nesse sentido foram publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 24 de dezembro. Uma delas determina a redução da vazão mínima atual de 160 m³/s para 140m³/s na Estação Elevatória de Santa Cecília, no rio Paraíba do Sul. Segundo a ANA, a Agência atendeu solicitação do Grupo de Trabalho Permanente de Acompanhamento da Operação Hidráulica na Bacia do Rio Paraíba do Sul (GTAOH) e tomou a medida em função das afluências médias observadas na bacia do rio Paraíba do Sul e visando a garantia de atendimento a todos os usos na Bacia.

A redução de vazão indicada é válida até o dia 31 de janeiro de 2015 e revoga a Resolução 2048, de 19 de dezembro de 2014, que havia prorrogado a vazão mínima de 160m³/s até 31 de janeiro de 2015. “É importante ressaltar que a vazão de 140m³/s é o patamar mínimo autorizado, mas as vazões serão reduzidas de forma gradual, com acompanhamento sistemático”, observa a ANA.

A ANA nota que, “devido ao atual período hidrológico, caracterizado por vazões abaixo da média histórica, considerando a série de registros desde 1930, a ANA vem autorizando reduções da vazão em Santa Cecília de forma periódica e paulatina desde maio de 2014, quando a Resolução nº 700 autorizou reduziu a vazão mínima de 190m³/s para 173m³/s, até chegar ao atual patamar de 140m³/s”.  O objetivo dessas reduções, complementa a Agência, é “preservar o estoque de água disponível nos reservatórios da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul devido à importância da bacia para o abastecimento de várias cidades, inclusive para a Região Metropolitana do Rio de Janeiro”.
Rio Pardo – Também nesta quarta-feira, a ANA informou que atendeu a solicitação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e autorizou a manutenção da redução das vazões mínimas defluentes nas Usinas Hidrelétricas Caconde e Limoeiro, ambas no rio Pardo.
“Até que o reservatório de Caconde atinja 50% de seu volume útil, as duas UHEs operarão com vazões de 10 m³/s e 13 m³/s, respectivamente. O objetivo da medida é garantir a manutenção dos usos múltiplos da água na bacia durante o período de estiagem de 2015″, assinala a ANA.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>