quarta-feira , 20 setembro 2017
Paisagem do rio Atibaia volta à desolação em Campinas e abastecimento preocupa
Pessoas cruzam a pé o rio Atibaia, no bairro Carlos Gomes, em Campinas, na estiagem de 2014: o desafio da construção de Cidades Resilientes (Foto Adriano Rosa)

Paisagem do rio Atibaia volta à desolação em Campinas e abastecimento preocupa

A paisagem do rio Atibaia, no distrito de Sousas, e em toda Área de Proteção Ambiental (APA) de Campinas, volta a lembrar os momentos de desolação de fevereiro de 2014. Em alguns pontos do rio as pessoas atravessam a pé sobre as pedras, como na região do bairro Carlos Gomes. A movimentação dos animais parece indicar que está tudo normal. Um socó-boi fica à espreita de algum peixe desavisado. O bando de patos na altura do Clube Regatas, em Sousas, também está ativo. Mas apenas parece que está normal. O rio está muito longe de sua vazão normal para esta época do ano.

A temperatura em Campinas nesta terça-feira, dia 20 de janeiro, chegou a 36.5°C às 16h40, segundo o Cepagri/Unicamp. Foi o segundo dia consecutivo em que os termômetros superaram os 36 graus. Do mesmo modo, continua em queda o nível do rio Atibaia, que chegou a 4,5 metros cúbicos por segundo às 12 horas desta quarta-feira, dia 21 (o limite de risco para o abastecimento é 4 m3/s). A Sanasa solicitou uma liberação de 2 metros cúbicos por segundo a mais do Sistema Cantareira para a região, para assegurar o abastecimento, mas ainda não havia recebido resposta até o final da tarde de ontem.

O socó-boi à espera de algum peixe desavisado: ele virá?

O socó-boi à espera de algum peixe desavisado: ele virá?

Segundo o Cepagri, a chegada de uma frente fria na região causa aumento momentâneo da temperatura, mas que deverá entrar em declínio a partir de amanhã, voltando a chover durante a tarde. Essas condições devem se prolongar até o sábado, melhorando as condições ambientais que perduram durante vários dias.

As máximas podem baixar cerca de 6C e as mínimas 3C. Podem ocorrer chuvas mais continuas entre a quarta e o sábado favorecendo um início de recuperação hídrica na região. A umidade mínima do ar fica hoje entre 35 e 40% durante a tarde, subindo a partir de amanhã.

O nível de Ultravioleta segue muito alto – entre 13 e 14 – em condições de céu aberto, requerendo atenção na exposição direta ao sol entre 10 e 16 horas. Continuam os ventos fracos do quadrante Norte até o final de semana.

Paisagem volta a lembrar a de um ano atrás: desolação

Paisagem volta a lembrar a de um ano atrás: desolação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>