Região de Campinas inaugura rede de alta velocidade para unir pesquisadores
Configuração da Redecomep Campinas (Imagem Divulgação)

Região de Campinas inaugura rede de alta velocidade para unir pesquisadores

A Região Metropolitana de Campinas (RMC) dará mais um salto rumo à consolidação do seu polo científico, tecnológico e educacional, um dos principais do país. Na segunda-feira, dia 26, será inaugurada a Rede Metropolitana de Campinas (Redecomep Campinas), que ligará em alta velocidade, através de fibra óptica, os centros de pesquisa e ensino localizados na região, potencializando estudos conjuntos e agilizando a troca de informações.

A realização é da Iniciativa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep), ação dos Ministérios da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC), coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), com apoio da Agência Brasileira de Inovação Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). A cerimônia de inauguração da Redecomep Campinas acontecerá às 14 horas, na sala do Conselho Universitário (Consu) da Unicamp.

Foram investidos R$ 1,6 milhão em 80 km de rede óptica, unindo instituições de pesquisa e educação no município de Campinas. O projeto tem parceria com a Prefeitura e a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL).

Na opinião do coordenador-geral da Unicamp, Alvaro Penteado Crósta, com a inauguração da Redecomep, a Região Metropolitana de Campinas “dá um passo de grande importância no fomento às atividades de colaboração entre as diversas universidades e instituições de pesquisa científica e tecnológica aqui instaladas com suas congêneres no Brasil e no mundo”.

A RMC, diz o coordenador, “possui uma das maiores concentrações de instituições voltadas ao desenvolvimento científico e também à inovação tecnológica do Brasil. Portanto, esta iniciativa do MCTI e do MEC, coordenada pela RNP e contando com o apoio da Finep, é de grande importância ao prover os meios para ampliar a geração de conhecimento novo do mais alto nível, assim como a sua difusão mundial de forma ágil e eficiente”.

Além de Crósta, participarão da cerimônia na segunda-feira na Unicamp  pró-reitores; autoridades do Exército Brasileiro e do Poder Executivo Municipal, e diretores da RNP e de instituições, órgãos e institutos que compõem a rede como a PUC-Campinas, o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), o Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), a Embrapa Informática Agropecuária (CNPTIA), a Embrapa Monitoramento por satélite (CNPM), o Instituto Agronômico de Campinas (IAC), o Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), a  Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), o Centro de Referência em Informação Ambiental (CRIA), a Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPECx), a empresa Informática de Municípios Associados S/A (IMA),  além da própria RNP e da Unicamp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>