Campinas será a capital brasileira das startups no dia 26 de janeiro
Campinas: metropolização levou ao maior consumo de combustíveis fósseis

Campinas será a capital brasileira das startups no dia 26 de janeiro

Campinas será a capital brasileira das startups nesta segunda-feira, dia 26 de janeiro, com a realização do 1º Meetup de Inovação. O encontro é uma iniciativa da Associação Campinas Startups e Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (ANPEI) e acontece no Almanaque Café, das 18h30 às 22 horas.  O encontro é mais um espelho de como a cidade se consolida como um dos principais ecossistemas de inovação no Brasil.

Será o primeiro de uma série de Meetups da ACS e Anpei para reunir empreendedores, empresários, investidores e executivos da área de Inovação. Os organizadores pretendem que seja uma nova forma de inovar, impulsionada por fatores-chave como a crescente onda de startups em todo o mundo, a associação de corporações com o movimento para co-criar inovação e o apoio crescente dos chamados “investidores anjos”.

Participarão, como painelistas, alguns dos principais nomes do universo das startups e inovação no país: Fabrício Saad (Diretor de Inovação da Edenred), Igor Santiago (CEO da I-Systems), Magnus Arantes (Presidente da Harvard Angels/LM Invest), Gerson Pinto (Presidente da Anpei) e Marcos V. de Souza (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio/ Programa Inovativa Brasil).

O 1º Meetup de Inovação de Campinas tem apoio de uma série de empresas e organizações. O Almanaque Café fica na Avenida Albino José Barbosa de Oliveira, 1240, Distrito de Barão Geraldo, em Campinas. O ingresso único custa R$ 20,00.

Febre de startups – Campinas é uma das cidades brasileiras que mais vivem a febre das startups,  aquelas empresas jovens e de pequeno porte (inicialmente) que desenvolvem projetos em pesquisas tecnológicas. Um dos chamados ecossistemas de inovação no Brasil, Campinas até conta, desde novembro de 2014, com uma lei para potencializar a “febre” de startups. É a lei de número 14.920, dispondo sobre a concessão de incentivos para startups, e que beneficia áreas como  energia renovável, biotecnologia, comunicação e agricultura.

A lei estabelece isenção total do IPTU até o limite da área construída de 120 m2 ou do valor anual do imposto de 1.000 UFICs e redução da alíquota de ISSQN para 2% sobre a receita tributável de até 150 mil UFICs. Os pedidos de incentivos deverão ter a aprovação prévia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo.

De fato, Campinas vive um boom de startups nos últimos anos. Calcula-se que o estado de São Paulo tenha cerca de 850 startups de alta tecnologia e a região de Campinas é um dos polos importantes. A Associação Campinas Startups estima que o conjunto de empresas associadas faturava R$ 3,5 milhões em 2012 e a perspectiva é de R$ 20 milhões ao final de 2014, segundo informe da agência Inova Unicamp. A Associação já conta com mais de 40 membros, contra 10 no momento de sua criação, em 2010.

O segmento de startups é um dos mais promissores na área de alta tecnologia no Brasil. A Região Metropolitana de Campinas (RMC) abriga o segundo maior polo de software de São Paulo. O crescimento é especialmente vigoroso em novas tecnologias de informação e comunicação, setor que movimentou US$ 230 bilhões em 2012. O mercado brasileiro em TICs já é o quarto do mundo, atrás de EUA, China e Japão, segundo estudo recente da Fundação Seade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>