Capa » Cidadania » ‘Abril Azul’ chama a atenção para o autismo, transtorno que em Campinas tem demanda reprimida de atendimento
‘Abril Azul’ chama a atenção para o autismo, transtorno que em Campinas tem demanda reprimida de atendimento
O Palácio dos Jequitibás, azul pelo autismo em 2015 (Foto Adriano Rosa)

‘Abril Azul’ chama a atenção para o autismo, transtorno que em Campinas tem demanda reprimida de atendimento

Por Adriana Menezes

Desde o dia 1º de abril a iluminação do prédio da Prefeitura Municipal de Campinas está azulada em apoio ao “Abril Azul”, criado para promover eventos que levam consciência e informação sobre o autismo, um transtorno que afeta cerca de 1% da população e ainda é mal diagnosticado e sem tratamentos adequados. Em 2008, o dia 2 de abril foi instituído pelas Nações Unidas como o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo.

Dentro da programação do “Abril Azul”, está prevista a Caminhada pelo Autismo, no dia 12/04 às 9h, na Lagoa do Taquaral. A participação é gratuita e aberta à população. Os eventos são organizados pela Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPD) em parceria com entidades como Associação para o Desenvolvimento de Autistas em Campinas (Adacamp), Instituto SER, Programa de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Paica), Clínica Ludens e Amor Azul.

Segundo a coordenadora da Adacamp Roseli Cruz Guirao, a entidade atende hoje 198 autistas, mas tem uma demanda reprimida de 140. “Faltam recursos para atender mais gente. Nós não temos nem espaço físico para essa demanda.”

Criada há 26 anos, a Adacamp se mantém com recursos do SUS (Sistema Único de Saúde), da Prefeitura de Campinas e da Feac (Federação das Entidades Assistenciais de Campinas). Tem como parceiros sociais a ACDC (Associação dos Cirurgiões Dentistas de Campinas), a Apae e a Acomac (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção).

Em abril, azul é a cor da inclusão

Em abril, azul é a cor da inclusão

Conscientização

“Nós não somos escola. Nosso atendimento é clínico-terapêutico”, reforça Roseli sobre as atividades da Adacamp. Os autistas atendidos em período integral recebem três refeições; os de meio período, duas. “Essas datas especiais nos ajudam a dar visibilidade ao autismo. Quanto mais eu falar sobre isso, mais haverá conscientização. A característica principal do autista é a não interação e a falta de comunicação, em graus diferentes. Ele não entende o código social e tem estereotipias”, diz Roseli.

Na tarde do Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, a Adacamp realizou a Caminhada Azul no Parque Itália, em Campinas, reunindo cerca de 200 pessoas, entre pais, atendidos, simpatizantes e amigos. As crianças levavam bexigas azuis e a banda da Apae garantiu o fundo musical.

O azul é a cor símbolo do autismo porque representa o céu e é uma referência à predominância do transtorno no sexo masculino. O objetivo da mobilização é divulgar o transtorno e estimular políticas públicas em benefício das melhorias de tratamentos para os autistas.

A Agência Social de Notícias (ASN) também aderiu ao “Abril Azul” com uma série de matérias, que será publicada ao longo do mês, sobre o transtorno que faz parte da vida de pessoas mundialmente conhecidas. Acompanhe nossa série.

Programação “Abril Azul” da Prefeitura de Campinas

Natação com alunos do Instituto SER

Data: 10 de abril, sexta-feira

Horário: 8h

Local: Centro Esportivo de Alto Rendimento (Cear) – Rod. Anhanguera, km 89,5, dentro do complexo urbanístico Swiss Park

Caminhada pelo Autismo

Data: 12 de abril, domingo

Horário: 9h

Local: Lagoa do Taquaral

1º Congresso Internacional sobre Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Datas: 23, 24 e 25 de abril, quinta, sexta e sábado

Horário: das 8h às 17h30. No dia 23, às 7h30 para inscrições

Locais: nos dias 23 e 24 será no Colégio São José – Av. Pe. Almeida Garret, 267, Jd. N. Sra. Auxiliadora. Dia 25 será no Careca Sport Club – Rod. Campinas -Mogi Mirim, km 114,5

 

Sobre ASN

Organização sediada em Campinas (SP) de notícias, interpretação e reflexão sobre temas contemporâneos, com foco na defesa dos direitos de cidadania e valorização da qualidade de vida. Já ganhou os prêmios de jornalismo: FEAC (2015), Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros (2016), ABAG-Ribeirão Preto "José Hamilton Ribeiro" de Jornalismo (2017) e Prêmio INEP de Jornalismo (2017).

Um comentário

  1. Katia Coutrim

    Gostaria de saber se vocês tem alguma materia ou foto mostrando as iluminações de azul no Prédio da SANASA e Torre do Castelo também, nos anos anteriores estas organizações também aderiram ao movimento iluminando de azul durante o mês inteiro.
    Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>