Capa » Cultura Viva » Infinitos Acordes: os caminhos da viola caipira – Milton Araújo
Infinitos Acordes: os caminhos da viola caipira – Milton Araújo
Milton Araújo propaga as cores e sons do Pantanal (Fotos Adriano Rosa)

Infinitos Acordes: os caminhos da viola caipira – Milton Araújo

Araponga, seriema, guaxo, pássaro campana e pássaro tiuí. Os sons do Mato Grosso, as vozes da biodiversidade do Pantanal, estão sempre presentes nas apresentações do violeiro Milton Araújo, que herdou dos familiares a prática da viola em lá maior, como um tributo ao cancioneiro da região de fronteira. Sobrinho da lendária Helena Meirelles, Milton Araújo é o quinto personagem da série “Infinitos Acordes – Os caminhos da viola caipira”.

Milton foi parceiro por nove anos de Helena, eleita em 1993 pela revista “Guitar Player” como uma das maiores instrumentistas do mundo. Com a tia, o músico aprofundou o saber e o sabor de tocar a legítima viola pantaneira, exaltando os ritmos chamamé, rasqueado e polca, entre outros. E preferencialmente com a afinação rio abaixo, que tem em Milton um de seus principais difusores no Brasil.

Helena Meirelles, violeira reconhecida internacionalmente, tia de Milton Araújo

Helena Meirelles, violeira reconhecida internacionalmente, tia de Milton Araújo

O violeiro foi baixista e produtor musical do primeiro CD de Helena Meirelles, lançado pelo selo Eldorado e Sony Music. Milton Araújo carrega a força da cultura popular em sua música e em seu coração.

Ele cultiva há anos uma simpatia da qual não abre mão. Na Sexta-Feira Santa, e apenas na Sexta-Feira Santa, ele mesmo fabrica, debaixo de uma figueira, as palhetas que usa nos shows, feitas de chifre de boi. Milton aprendeu a usar esse tipo de palheta com a tia Helena e o irmão dela, Álvaro Pereira. Assim ele vai disseminando tradição e inovação, com a musicalidade da alma pantaneira.

 

Infinitos Acordes – Nesta série, a Agência Social de Notícias reproduz o material coletado e produzido pelo Projeto Infinitos Acordes, que documentou em vídeo a obra de oito violeiros com estilos e sotaques distintos, exatamente para espelhar a riqueza multicolorida da música de raiz. Pelos acordes de Levi Ramiro, Julio Santin, Milton Araújo, João Arruda, Zeca Collares, João Paulo Amaral, Paulo Freire, Ricardo Vignini e Zé Helder, é possível trilhar os caminhos da viola caipira em sua essência.

O Projeto Infinitos Acordes é resultado da parceria entre os jornalistas Josiane Giacomini e Adriano Rosa, que também assina as fotos e as filmagens, e o editor e videomaker Filipi do Canto. Foram meses de pesquisa, elaboração de roteiro e gravações, resultando em documentário ainda inédito de 45 minutos que resume um dos mais importantes capítulos do cancioneiro popular brasileiro, o da viola caipira. Do documentário foram desmembrados oito videoclipes com trechos das entrevistas e das músicas que os violeiros apresentaram durante os depoimentos.

O violeiro é o maior difusor no Brasil da afinação rio abaixo

O violeiro é o maior difusor no Brasil da afinação rio abaixo

Sobre ASN

Organização sediada em Campinas (SP) de notícias, interpretação e reflexão sobre temas contemporâneos, com foco na defesa dos direitos de cidadania e valorização da qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.