sábado , 25 março 2017
Febre dos livros independentes avança em Campinas com o Indie Book Day e lançamentos no The Mix Bazar
Capa de "Fachadas", de Rafael Sica (Foto Divulgação)

Febre dos livros independentes avança em Campinas com o Indie Book Day e lançamentos no The Mix Bazar

Um dos fenômenos culturais mais efervescentes no cenário nacional e internacional, a febre dos livros independentes avança também em Campinas. No sábado, dia 18, a cidade estará conectada ao Indie Book Day, com ações no The Mix Bazar, que também estará promovendo o lançamento de dois títulos da editora Lote 42 no dia 23.

O Brasil participa do Indie Book Day pela primeira vez no sábado, dia 18. O objetivo é incentivar que os leitores visitem uma livraria local e comprem um livro publicado por uma editora independente. Quem quiser acompanhar e participar do evento pelas redes sociais, a hashtag oficial em todo o mundo é #indiebookday.

A iniciativa foi trazida ao País pelos editores Gustavo Faraon, da Dublinense, e João Varella, da Lote 42. Ambos participaram da última edição da Feira do Livro de Frankfurt e lá entraram em contato com os organizadores do Indie Book Day.  O primeiro Indie Book Day aconteceu em 2013 por iniciativa da editora independente Mairisch, de Hamburgo, na Alemanha, e recebeu muita atenção dentro dos países de língua alemã.

Entre 2014 e 2016, leitores, editores e livrarias do Reino Unido, Holanda, Itália, Portugal, entre outros países, se uniram à iniciativa.  “O Indie Book Day visa ressaltar a rica produção de editoras independentes brasileiras, mostrando para o leitor que existe muita vida criativa fora da lista de best-sellers”, diz Faraon.

Em todos os países, as livrarias são convidadas a expor com mais destaque os livros de editoras independentes na data. Mais de 30 livrarias brasileiras aceitaram participar da data.  Um mapa com os locais pode ser acessado no link https://goo.gl/YNaXcN.

Para quem é de São Paulo, além das livrarias, uma oportunidade para encontrar livros independentes é o festival Plana, que acontece no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera, coincidentemente na mesma data. Mais de 200 editoras estarão lá reunidas das 11 às 20 horas.

Em Campinas, o The MIX Bazar, na rua Joaquim Gomes Pinto, 9, no Cambuí, participa do #indiebookday com títulos variados de editoras independentes. O The Mix Bazar há tempo se dedica, entre suas atividades, a promover e difundir a literatura independente. Foi idealizador, por exemplo, da feira SUB, em Campinas.

Indie Book Day_image (2)

Lançamentos – No dia 23 de março o The Mix Bazar recebe, das 18 às 22 horas, o quadrinista gaúcho Rafael Sica para o lançamento do seu livro de desenhos “Fachadas” e, também, Cecilia Arbolave, da editora da Lote 42, com a nova edição do zine , que desta vez aborda o tema apocalipse com ilustrações do Jaca. Haverá um bate papo com o autor e a editora sobre o processo de criação, design e ilustração dos livros.

Sem texto e com traço detalhista, os desenhos de Fachadas apresentam diferentes cenas em que frentes de imóveis de uma cidade indefinida são as personagens. “Fachadas é uma série sobre uma cidade que existe. Ou, então, é uma série sobre uma pequena cidade dentro de uma grande cidade. Ou é uma série sobres as casas de uma rua mal iluminada. Ou, enfim, Fachadas é uma série sobre uma cidade imaginária”, afirma Sica.

As capas acrescentam uma camada de sentido à obra. Existem oito opções diferentes, combinando a cor do papelão (laranja, verde, roxo ou preto) e a tinta da impressão em serigrafia (roxa, branca ou preta) realizada pelo Estúdio Invertido, de Curitiba. São, portanto, oito fachadas diferentes. “Apenas a frente do papelão é colorida, o que pode ser entendido como uma metáfora daquele cuidado que muitas pessoas têm em preservar mais a fachada do que o interior da casa”, diz Cecilia Arbolave, editora da Lote 42.

Mó Apocalipse – Mó é um zine trimestral (sem compromisso), que aborda sempre um tema específico com textos de autores clássicos, pensadores e personalidades históricas. Em comum, o fato de todos estarem mortos. A Mó Apocalipse é a sexta edição e conta com a participação de Machado de Assis, Simone de Beauvoir, Paulo Leminski, José Saramago, Friedrich Nietzsche, entre outros.

As páginas da Mó Apocalipse foram ilustradas por Jaca, cujo nome de batismo é Paulo Carvalho Jr. Nascido em Porto Alegre em 1957, já ilustrou para jornais, revistas e livros, e tem uma vasta produção independente de zines, com desenhos marcados por uma certa estranheza e aparente confusão. O projeto gráfico foi desenvolvido por Gustavo Piqueira, da Casa Rex.

Confira um vídeo da produção da publicação aqui>>

Fundada em dezembro de 2012, a Lote 42 se destaca no mercado editorial por sua aposta em talentos brasileiros e internacionais, projetos gráficos ousados, criação da Banca Tatuí e produção de feiras independentes como a Miolo(s). A editora tem em seu atual catálogo livros como Mais Leve que o Ar (Felipe Sali), Magra de Ruim (Sirlanney), Valfrido?(Gustavo Piqueira), Bernice Corta o Cabelo (F. Scott Fitzgerald, trad. Juliana Cunha) eInquérito Policial: Família Tobias (Ricardo Lísias), além do zine Fachadas é o livro nº 21 da Lote 42.

The MIX Bazar (TMB) é um projeto que une moda sustentável, arte e design, além de ser um estúdio criativo e um brechó. O TMB é também um espaço alternativo plural onde acontecem workshops, cursos, exposições e eventos culturais. É um local que estimula o encontro de pessoas que estão conectadas com boas ideias, novos conceitos da economia criativa e colaborativa, da produção independente, e que adoram arte, moda, design e um bom papo. É também o idealizador da Feira SUB, feira de publicações independentes e arte impressa de Campinas, que neste ano estará em sua segunda edição.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>