Capa » Blog Cultura Viva » Dona Ivone Lara, por Synnöve Hilkner
Dona Ivone Lara, por Synnöve Hilkner

Dona Ivone Lara, por Synnöve Hilkner

Dona Ivone Lara, conhecida como a “Grande Dama do Samba”, uma das pedras fundamentais do samba carioca e brasileiro, falecida nesta segunda-feira, dia 16 de abril de 2018.
Ela nasceu em família de amantes da música popular e enfrentou o preconceito por ser mulher e sambista. Seu maior sucesso é “Sonho meu”, música que estourou nas paradas de sucesso com Maria Bethânia e Gal Costa. Foi a primeira mulher a fazer um samba-enredo numa escola de samba, em 1965.
Sua primeira escola de samba foi a Prazer da Serrinha, que começou a frequentar em 1945 e para a qual compunha sambas que eram assinados pelo seu primo Mestre Fuleiro, por causa do preconceito que existia contra as mulheres nas agremiações, à época. A Império Serrano, fundada em 1947, era uma dissidência da Prazer da Serrinha. Fuleiro foi um de seus criadores.
Dona Ivone Lara era enfermeira e assistente social, trabalhou com doentes mentais e foi auxiliar da pioneira psiquiatra Nise da Silveira. Ingressou na Verde-e-Branco de Madureira em 1965 e gravou seu primeiro disco, Samba Minha Verdade, Samba Minha Raiz, em 1974.

Sobre Synnöve Hilkner

Finlandesa por nascimento e brasileira por amor, sou uma artista contemporânea e cartunista inquieta, que vive entre lápis e tintas para traduzir, em cores e movimentos, os desassossegos do cotidiano e assim, dar voz a temas que incomodam. Através da arte do humor, busco contribuir, nem que seja só um pouquinho, para um mundo mais justo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>