Capa » Uncategorized » Sebastian Marques levará teatro de bonecos de Campinas para festival na Argentina
Sebastian Marques levará teatro de bonecos de Campinas para festival na Argentina
Sebastian Marques, agora na Argentina (Foto Divulgação)

Sebastian Marques levará teatro de bonecos de Campinas para festival na Argentina

O ator e diretor teatral Sebastian Marques, de Campinas, foi convidado pelos organizadores do 16° Festival Internacional de Títeres Kruvikas, que ocorre de 31 de agosto a 09 de setembro na cidade de Posadas – capital da província de Misiones –, na Argentina, a se apresentar no evento pela segunda vez (a primeira havia sido em 2008).

O festival, organizado anualmente desde 2003 pela cooperativa de trabalho artístico KoSSA NoSTRA, é um dos maiores e mais importantes festivais dedicados à arte do teatro de bonecos na América Latina. Este ano ele contará com a presença de artistas de países como Brasil, Argentina, Venezuela e Bolívia.

Sebastian Marques apresentará dois espetáculos de sua autoria: “Benditos os Beneditos” e “Ubu Rei”. O primeiro é composto por personagens clássicos, pertencentes à tradição do mamulengo nordestino – como Dona Quitéria, João Redondo, Boizinho Brincadeira e Cobra das Sete Luas, entre outros. Uma característica marcante deste estilo de teatro de bonecos é o desempenho do ator, que precisa imprimir ritmo no texto e apresentar apurado “timing” para o improviso. A língua universal do humor está presente o tempo todo num espetáculo que agrada tanto as crianças quanto os adultos.

Já “Ubu Rei”, que estreou em Campinas em 2016, é uma adaptação original de Sebastian Marques feita para a peça homônima de Alfred Jarry, escrita em 1888 e que acabaria revolucionando o teatro e influenciando movimentos artísticos como o Surrealismo e o Teatro do Absurdo. “Ubu Rei” conta a história de um homem que se torna rei após um golpe de estado e passa a se utilizar da violência e da corrupção para se manter no poder. Apesar de arrancar risos em algumas cenas inusitadas, o texto pende para o drama e para a crítica política. É a primeira adaptação de “Ubu Rei” para o teatro de bonecos.

Sem apoio ou patrocínio para a viagem, Sebastian Marques e Luiz Eduardo Ferraz, produtor dos espetáculos, partem de Campinas no próximo dia 29 e se hospedam na casa de amigos em Londrina (PR). De lá vão para Foz de Iguaçu e, por fim, ao município de Posadas, na Argentina. “Temos apenas uma ajuda de custo de 500 dólares dada pela organização do evento para representar o Brasil no festival. Estamos indo com a cara e a coragem, mas com orgulho por levar o nosso teatro de mamulengo para fora do país”, diz Sebastian.

Cena de obra de Sebastian: poesia em bonecos (Foto Divulgação)

Cena de obra de Sebastian: poesia em bonecos (Foto Divulgação)

Quem é Sebastian Marques – Ator, diretor de teatro e poeta, Sebastian Marques já dirigiu e atuou em diversas peças, lançou livros como “Não Nego Cio”, dedicado a Hilda Hilst, e sempre pesquisou a cultura popular, encontrando no teatro de bonecos, mais especificamente na arte do Mamulengo, a paixão e a maneira de expressar seus anseios artísticos.

Em 2002, fundou o ponto de cultura Inventor de Sonhos, em Joaquim Egídio, onde comandou, durante dez anos o primeiro teatro de bonecos do Estado de São Paulo. Com seus bonecos viajou o sertão nordestino e a América Latina, tendo passado por países como Chile, Bolívia, Argentina e Equador. Também é fundador do O Centro de Pesquisa de Teatro de Bonecos – CPTB, que hoje atua de forma independente e coletiva no Vagão de Bonecos localizado na plataforma da Estação Cultura de Campinas.

A arte popular do teatro de bonecos (mamulengo), traz na essência, a representação do imaginário do povo e se alimenta das agruras, alegrias, paixões, amores, sonhos e desejos de cada um, dos que vivem à margem da sociedade “moderna” e do “acesso”.

O desafio das mestras e mestres de mamulengo é expressar e traduzir em palavras e emoção tudo o que um povo traz represado dentro de si. Sejam tristezas ou alegrias, cada diálogo e cada cena têm o poder de atingir quem presencia uma apresentação.

Além de buscar inspiração no quem vem do povo, o mamulengo tem, na forma como é apresentado, entremeando com os roteiros prontos, muito improviso e adequação ao meio em que são apresentados. Logo, a interação artista-público é muito comum nos espetáculos desta arte.

Saiba mais

Página do Festival no Facebook:

https://www.facebook.com/festivaldetitereskruvikas/

Sobre ASN

Organização sediada em Campinas (SP) de notícias, interpretação e reflexão sobre temas contemporâneos, com foco na defesa dos direitos de cidadania e valorização da qualidade de vida. Já ganhou os prêmios de jornalismo: FEAC (2015), Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros (2016), ABAG-Ribeirão Preto "José Hamilton Ribeiro" de Jornalismo (2017) e Prêmio INEP de Jornalismo (2017).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>