Capa » Cidadania » Livro sobre impacto dos 20 anos da Globo Filmes no audiovisual brasileiro será lançado em Campinas
Livro sobre impacto dos 20 anos da Globo Filmes no audiovisual brasileiro será lançado em Campinas
Juliana Sangion e o livro publicado pela Traçado Editorial (Foto Divulgação)

Livro sobre impacto dos 20 anos da Globo Filmes no audiovisual brasileiro será lançado em Campinas

“Tropa de Elite 2″, “Carandiru”, “Cidade de Deus”, “Aquarius”. A lista de sucessos produzidos pela Globo Filmes é extensa. São milhões e milhões de espectadores e uma múltipla temática abordada. Mas qual o impacto concreto da Globo Filmes no panorama audiovisual brasileiro? E quais as motivações da Globo para investir pesado no segmento? Estas são questões centrais que permeiam o livro que será lançado em Campinas, na próxima sexta-feira, dia 14 de setembro, pela professora da PUC-Campinas Juliana Sangion. O livro “Vale a pena ver de novo? O impacto dos vinte anos da Globo Filmes nas relações entre TV e cinema no Brasil” (Traçado Editorial) será lançado às 20 horas, no Chopp do Fritz, em Barão Geraldo. Juliana é doutora em Multimeios pela Unicamp, na área de Cinema Brasileiro, e máster em Comunicação Institucional pela Universidade Autônoma de Barcelona.

O livro abrange o período entre 1998 e 2018: os primeiros 20 anos da empresa. A partir de dados oficiais do setor, entrevistas e análise de filmes e programas televisivos, a pesquisadora nos apresenta um panorama do audiovisual brasileiro nessas décadas e convida o leitor a refletir sobre o impacto da criação do braço cinematográfico das Organizações Globo.

Segundo a autora, “a criação da Globo Filmes e seu modelo de negócios teve forte impacto na produção cinematográfica nacional. Investigar essa situação após duas décadas torna-se crucial para discutir a circulação de narrativas dominantes em uma indústria tão concentrada como a do audiovisual”.

Como a Rede Globo explora, na televisão, o conteúdo produzido para o cinema e vice-versa? De que maneira a Globo promoveu profissionais da emissora na direção de seus filmes? Essas são algumas das perguntas que nortearam as pesquisas de Juliana Sangion. Para ela, “o tema estimula a refletir sobre o papel dos meios de comunicação e das indústrias do entretenimento nas disputas culturais e ideológicas, e a pensar novas possibilidades e alternativas na produção de bens simbólicos”.

A publicação é instigante e útil a todos que se interessam por televisão e cinema no Brasil, especialmente estudantes e pesquisadores das áreas de comunicação, audiovisual, cinema e ciências sociais, além de profissionais que atuam nesses setores. Um dos pontos críticos do livro é o conceito cunhado por Juliana Sangion, de “contrabando audiovisual”, com o qual a pesquisadora caracteriza a permanente troca de experiências, recursos e linguagens entre as produções da Globo Filmes e os produtos da TV Globo.

Juliana Sangion é professora da PUC-Campinas, em disciplinas das áreas de audiovisual, documentário e telejornalismo. Ela lecionou no departamento de comunicação do Centro Internacional de Estudos Universitários de Barcelona ((IUSC). A Traçado Editorial, que publica o livro, é uma editora independente que tem como foco narrativas de não-ficção e textos acadêmicos na área de Comunicação e Artes.

Serviço

O que: Lançamento do livro “Vale a pena ver de novo?”

Quanto: Evento gratuito

Quando: 14/09/2018, às 20h

Onde: Chopp do Fritz: Av. Albino J. B. de Oliveira, 2059, Barão Geraldo, Campinas – SP

 

Sobre ASN

Organização sediada em Campinas (SP) de notícias, interpretação e reflexão sobre temas contemporâneos, com foco na defesa dos direitos de cidadania e valorização da qualidade de vida. Já ganhou os prêmios de jornalismo: FEAC (2015), Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros (2016), ABAG-Ribeirão Preto "José Hamilton Ribeiro" de Jornalismo (2017) e Prêmio INEP de Jornalismo (2017).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>