Capa » Centros Urbanos » Umidade do ar baixa em Campinas pode voltar a estado de emergência, diz Unicamp
Umidade do ar baixa em Campinas pode voltar a estado de emergência, diz Unicamp
RMC tem o terceiro IDH do Brasil segundo Atlas do PNUD (Foto Adriano Rosa)

Umidade do ar baixa em Campinas pode voltar a estado de emergência, diz Unicamp

A umidade relativa do ar mínima pode ficar abaixo de 20% na tarde desta segunda e terça-feira, 21 e 22 de setembro, entrando em estado de alerta ou emergência, como aconteceu neste domingo, dia 20. A advertência está no boletim de previsão do tempo do Cepagri/Unicamp, que também destaca a continuidade das altas temperaturas nesses dois e nos próximos dias. Com estado de alerta ou emergência, várias atividades devem ser reduzidas ou até suprimidas pela garantia da saúde. Neste domingo a umidade foi de 11,2% às 15h20, típica de Estado de Emergência e próxima daquela observada em regiões desérticas.

Na escala utilizada pela Defesa Civil, a umidade entre 21 e 30% caracteriza o Estado de Atenção. Com isso, devem ser evitados exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas; o ambiente deve ser umidificado através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins, etc.; o consumo de água deve ser à vontade; e sempre que possível deve-se permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas, etc.

Entre 12 e 20%, a baixa umidade é qualificada como de Estado de Alerta. Além das recomendações do estado de atenção, devem ser suprimidos exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas e deve-se evitar aglomerações em ambientes fechados. Também é recomendado usar soro fisiológico para olhos e narinas.

O Estado de Emergência ocorre com a umidade abaixo de 12%.  Além das recomendações para os estados de atenção e de alerta, deve ser determinada a interrupção de qualquer atividade ao ar livre entre 10 e 16 horas como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondência, etc. Também deve ser determinada a suspensão de atividades que exijam aglomerações de pessoas em recintos fechados como aulas, cinemas, etc., entre 10 e 16 horas. E, durante as tardes, os ambientes internos devem ser mantidos com unidade, sobretudo o quarto de crianças, hospitais, etc.

 

 

Sobre ASN

Organização sediada em Campinas (SP) de notícias, interpretação e reflexão sobre temas contemporâneos, com foco na defesa dos direitos de cidadania e valorização da qualidade de vida. Já ganhou os prêmios de jornalismo: FEAC (2015), Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros (2016), ABAG-Ribeirão Preto "José Hamilton Ribeiro" de Jornalismo (2017) e Prêmio INEP de Jornalismo (2017).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>