Feira SUB 2017 de Arte Impressa e Publicações Independentes inclui palestras, exposições, bate-papos e oficinas gratuitas
Palestra com Tiago Rendelli, Ana Penteado e Luciana Salgado, uma das atividades da extensa programação da Feira SUB 2017 (Crédito Divulgação)

Feira SUB 2017 de Arte Impressa e Publicações Independentes inclui palestras, exposições, bate-papos e oficinas gratuitas

Feira SUBAlém de trazer mais de 70 expositores de arte impressa e publicações independentes, vindos de vários lugares do Brasil, a segunda edição da Feira SUB, que acontece dia 16 de setembro na Biblioteca Pública Municipal ‘Prof. Ernesto Manoel Zink’, das 11 às 21 horas, em Campinas, vai oferecer gratuitamente uma programação intensa de palestras, bate-papos, ações, oficinas e exposições em vários locais da cidade. O objetivo é aproveitar o encontro de editoras, coletivos e artistas vindos de várias localidades do Brasil, para promover discussões e debates com o público sobre temas relacionados.

Durante o mês de setembro, a biblioteca vai abrigar, como parte da programação da Feira SUB, uma exposição sobre técnicas de impressão de imagens e textos – uma pequena mostra, na qual será apresentado ao público uma parte da história da impressão, através de quatro técnicas tradicionais:  xilogravura, calcografia, litografia e serigrafia. A mostra tem a curadoria de Danilo Perillo, artista visual que atua no Laboratório de Gravura do Instituto de Artes da Unicamp. No dia da feira, haverá palestras, bate-papos e ações com autores, editores e artistas, como o autor e designer Gustavo Piqueira, a artista campineira Valéria Menezes, o editor Tiago Fabris Rendelli da Editora Urutau, entre outros.

A Estante de Livros e Cadernos de Artista do Instituto de Artes (IA) da Unicamp vai receber parte do Acervo de Publicações Independentes da Feira SUB. São livros, foto-livros, revistas, zines e livros de artista que foram doados por alguns expositores da 1ª. edição da feira ou adquiridos pelas curadoras e idealizadoras da Feira SUB, Marcela Pacola e Fabiana Pacola Ius.

A Torta, espaço independente para cultura e arte contemporânea no centro de Campinas, coordenado pelos artistas visuais Allan Yzumizawa e Paula Monterrey, receberá a exposição ‘Singularidades’ de Ana Francotti –  uma das artistas selecionadas para aFeira SUB, que inclui uma oficina com modelo vivo e produção de livro de artista conduzida por Ana Francotti e um bate-papo de encerramento com a artista e convidados.

“Este ano a programação cresceu por conta das parcerias que fizemos.Teremos a oportunidade de debater temas importantes do universo das artes visuais, das artes gráficas, do design e da multiautoria nas publicações independentes”, observa Marcela Pacola, uma das organizadoras da Feira SUB.“A ideia é que a Feira SUB seja também um espaço para reflexão e debate sobre temas relacionados e para algumas ações interativas, de modo que o público possa também participar e experimentar”, completa.

A Feira SUB é uma realização do The MIX Bazar e conta com o apoio da Secretaria de Cultura de Campinas e da Agência Social de Notícias.

Gustavo Piqueira também fará palestra na Feira SUB 2017 (Foto Divulgação)

Gustavo Piqueira também fará palestra na Feira SUB 2017 (Foto Divulgação)

PROGRAMAÇÃO DA FEIRA SUB 2017

EVENTOS QUE ACONTECEM DURANTE A FEIRA SUB NA BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL ‘PROF. ERNESTO MANOEL ZINK’.

Bate-Papo | Processo Criativo do Cartaz da Feira SUB 2017 -com Valéria Menezes

13h30 | Feira SUB |35 lugares | gratuita | inscrições com 1h de antecedência

Nesta palestra, Valéria Menezes fala sobre seu processo de criação para elaborar o cartaz da Feira SUB.

Valéria Menezes é artista campineira contemporânea que formula sua arte ao transitar por diferentes modalidades artísticas: aquarela, desenho, colagem, ilustração, gravura, projeção, fotografia e livros de artista. Sua pesquisa aborda relações interpessoais e a relação do espectador com os espaços. Construir e desconstruir, utilizar técnicas hibridas e ressignificar imagens são questões recorrentes em seus trabalhos. A liberdade de ser e criar é elemento da sua poética. (https://vms-art.com).

Veja mais informações aqui: http://agenciasn.com.br/arquivos/10977

Palestra | O Livro Como Espaço de Livre Ocupação  – com Gustavo Piqueira

15h30 | Feira SUB | 35 lugares | gratuita | inscrições com 1h de antecedência

Gustavo Piqueira, autor de 20 livros e premiado designer da Casa Rex, fala sobre as possibilidades de mistura entre os elementos textuais, visuais e materiais na criação de suas obras impressas.

Na palestra o autor mostra como, em sua trajetória, saiu de projetos inicialmente tradicionais para, aos poucos, subverter os métodos ditos corretos e transformar cada livro de sua autoria numa oportunidade para a experimentação de diferentes processos criativos, fazendo do processo de confecção de seus livros um rico instrumento de questionamento e provocação.

Conhecido por seus livros de difícil classificação, nos quais mistura livremente texto, imagem e design, Gustavo Piqueira é um dos mais premiados designers gráficos do país. À frente de seu estúdio Casa Rex, já ganhou mais de 400 prêmios internacionais de design. Como autor, já lançou 20 livros, como o ‘conjunto narrativo de jantar’ Lululux (Lote42/2015), a experiência literária-postal-urbanaValfrido?(Lote42/2016), a ficção construída a partir de fotos antigas Lorde Creptum (Pulo do Gato/2015) – finalista do último prêmio Jabuti na categoria juvenil  -e a ‘Bíblia medieval contemporânea’ Mateus, Marcos, Lucas e João (EDUSP/2014), evangelhos que trocam Jesus por um creme anticelulite.Em seu livro mais recente Oito Viagens ao BrasilGustavo faz uma investigação da iconografia brasileira nascida no século 16 e sua influência na criação da imagem do Brasil.(www.gustavopiqueira.com.brwww.casarex.com).

Veja mais informações aqui:http://agenciasn.com.br/arquivos/11654

Bate-Papo | O Processo de Editoração Como um Lugar de Multi-Autoria – com Tiago Rendelli, Ana Penteado e Luciana Salgado

17h30 | Feira SUB | 35 lugares | gratuita | inscrições com 1h de antecedência

A palestra aborda a publicação independente sob o ponto de vista do ‘editor criador’. Sendo o livro um resultado de diferentes dizeres além do próprio texto, a ideia é debater até que ponto o trabalho editorial se configura como relação de co-autoria.

Tiago Fabris Rendelli é editor da Editora URUTAU onde atua, especialmente, com as linhas de artes visuais, literatura e acadêmica. Graduado em Publicidade e Propaganda pela PUCC, possui especialização em Comunicação e Cultura pela Universidad Nacional de laMatanza (Buenos Aires). Entre seus projetos encontram-se a revista literária euOnça e a Coleção Galo Branco de Literatura Contemporânea(financiada pelo PROAC/2015). Desde 2015, pela Editora Urutau, já editou mais de 60 livros de poesia, lançou livros em diversos estados do país e participou de dezenas de discussões sobre mercado editorial e editoração. (www.editoraurutau.com.br).

Ana Elisa de Arruda Penteado, editora na Editora Urutau e responsável pela linha acadêmica Margem da Palavra. É graduada em Letras pela Unicamp, onde também fez seu doutorado em História da Educação.

Luciana Salazar Salgado, professora no Departamento de Letras da UFSCar, coordena o LABEPPE – laboratório de escritas profissionais e processos de edição, onde participa de atividades de criação e formação e orienta pesquisas sobre mediação editorial, materialidades da literatura e cultura digital. É autora, entre outros, do título Ritos Genéticos Editoriais: Autoria e Textualização, pelo selo Margem da Palavra.

Fitotipia também em destaque na programação (Foto Bruno Costa)

Fitotipia também em destaque na programação (Foto Bruno Costa)

Bate-papo | Fitotipia e Antotipia: A Efemeridade da Foto – com Patricia Polzl

13hàs 14h15 | Feira SUB | gratuita | não necessita inscrição |lugares Limitados à capacidade do local

Fitotipia e Antotipia são processos alternativos de fotografia que não utilizam químicos e têm como base materiais naturais.  A fototipia consiste na revelação de fotos sobre folhas de plantas e a antotipia utiliza o sumo natural de flores e frutos para a produção das imagens.

O bate papo ‘Fitotipia e Antotipia: a efemeridade da foto’ proporciona uma conversa explicando como funcionam estes processos e incentivando os interessados em fotografia e artes gráficas a conhecerem novas formas de produção fotográfica.

PatriciaPolzl é estudante de artes visuais na Unicamp, desenvolve pesquisas sobre Fitotipia e processos alternativos de fotografia e também ministra oficinas sobre o assunto.

Ação Poética | Cartas para um Estranho – com Tina Zani, Nicholas Zani e Júlia Moretzsohn

14h30  às 16h30 | Feira SUB | gratuita | não necessita inscrição | lugares limitados à capacidade do local

Ação de escrita de cartas e objetos poéticos. As cartas que forem produzidas na ‘Ação Poética – Cartas Para um Estranho’, na Feira SUB serão deixadas posteriormente nos pontos de ônibus da Unicamp.

Esta ação faz parte do projeto ‘Ponto-Poema’ que acontece desde abril na Unicamp, onde são levadas intervenções poéticas (cartas) para dois pontos de ônibus da universidade, que ficam à disposição de quem espera o ônibus ou passa pelo local ao longo do dia.

Duas vezes ao mês, em lugares variados da Unicamp, acontece uma oficina ou uma exposição, aberta ao público, para produção desses objetos poéticos e divulgação do ‘Ponto-Poema’. Todas as cartas e objetos são lidos e avaliadas previamente pelos organizadores antes de serem distribuídas nos pontos de ônibus e trazem temas relacionados com o cotidiano das pessoas – a espera, a passagem, o tempo, o caminhar. Parte da produção confeccionada nas oficinas da Unicamp será trazida para a feira e o público que passar pela SUB poderá retirar seu poema no local determinado para o projeto.

Tina Zani é artista visual e escritora, idealizadora do ‘Ponto-Poema’ em conjunto com Nicholas Zani e Júlia Moretzsohn. O projeto foi viabilizado pelo programa aluno-artista do Serviço de Apoio ao Estudante (SAE) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Veja mais informações aqui: http://agenciasn.com.br/arquivos/11620

Bate-papo | Criação e Produção Gráfica do Livro Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis  – com Lizandra Magon e Gabriela Pires

17h às 19h| Feira SUB |gratuita | não necessita inscrição |lugares limitados à capacidade do local

A editora Lizandra Magon conversa com a designer e ilustradora Gabriela Pires sobre a criação e a produção gráfica do livro Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis, de Jarid Arraes. A inspiração na xilogravura, a escolha das cores e as dificuldades, como a pesquisa das personagens históricas, muitas delas sem representação iconográfica confiável, são alguns dos temas que serão abordados.

Lizandra Magoné jornalista, editora e tradutora, sócia-diretora da Pólen Editorial e da Pólen Livros, respectivamente empresa de criação e desenvolvimento de conteúdo e editora de livros. Atua no mercado editorial desde 2000, tendo trabalhado na Publifolha e prestado serviços para editoras como Globo, Leya, Larousse, Siciliano, Summus, entre outras. É formada em Jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP, com pós-graduação em Gestão do Conhecimento e da Inovação pelo SENAC-SP. Foi integrante do programa ‘10.000 Mulheres’, do banco de investimentos Goldman Sachs em parceria com a Fundação Getúlio Vargas de São Paulo.

Gabriela Pires é ilustradora formada em design gráfico pela Universidade Estadual de Londrina. Seu trabalho artístico é focado na área editorial com especial atenção para as questões técnicas e de produção gráfica, passando pelo design físico e digital.

Sobre o livro: Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis, de Jarid Arraes, reúne a história de 15 mulheres negras que fizeram a História do Brasil, escritas na linguagem poética tipicamente brasileira da literatura de cordel e com ilustrações de Gabriela Pires. No livro, a autora alerta para a importância da multiplicidade de vozes, oferecendo exemplos de diversidade para as mulheres atuais. Jarid Arraes é escritora, poeta e cordelista. Aos 26 anos, a cearense da região do Cariri vive em São Paulo há dois anos e meio.  Para sair do ‘mais do mesmo’, cria histórias com protagonistas diversos, humanos e com os quais todos podem se identificar. Fundou o ‘Clube da Escrita para Mulheres’, encontros gratuitos que acontecem na capital, que tem o objetivo de incentivar mulheres que escrevem ou queiram começar a escrever.

Mostra Interativa | QU4TRO PONTOS – Coletivo Contracouchê

11h às 21h | Feira SUB | gratuita | não necessita inscrição

QU4TRO PONTOS é um conjunto de livros de artista inspirado em questões que compõem a vida cotidiana na cidade de São Paulo.

A partir de um conjunto de 4 livros de artista, dispostos em uma mesa com visualização em 360°, o visitante poderá interagir com os livros, objetos tridimensionais, que podem ser um jogo, uma narrativa, um texto, uma imagem, ou apenas formas. São livros que não cabem em uma prateleira convencional, nem em uma galeria de arte e exigem uma ação do espectador de tocar, manusear, experimentar. Os livros, inspirados em vivências na cidade de São Paulo, têm o intuito de propor um momento para parar, observar e refletir a respeito das diversas relações estabelecidas nas grandes metrópoles e trazem o mesmo dinamismo da cidade, que precisa da presença do público para funcionar. Mas são também trabalhos complexos que se aproximam da ideia de obra de arte de uma forma não tão convencional. De uma forma menos moderna e mais contemporânea.

Os artistas Ludmila Porto, Luciana Nobre, Marcus Mazieri e Vinicius Almeida criaram os livros a partir de experiências pessoais e discussões coletivas ao longo do projeto ‘Ví na Sé, livros que conversam com a cidade’, idealizado pelo coletivo Contracouchê, proporcionando a troca de diferentes pontos de vista a partir de vivências específicas na cidade de São Paulo, que foram agrupados em uma caixa. O projeto foi idealizado pela artista Ludmila Porto e teve apoio do Proac (2014).

Coletivo Contracouchê é um coletivo de artistas que trabalha ideias, projetos e oportunidades a partir da arte contemporânea. Ludmila Porto é artista visual formada pela Unesp e organizadora do coletivo e do projeto QU4TRO PONTOS. Luciana Nobre é artista visual, arte-educadora e designer. Marcus Mazieri é ator, poeta e fotógrafo. Vinicius de Almeida é arista visual formado pela Unesp.

Ação | Me Ofereça um Trecho – com Fernanda Grigolin da Tenda de Livros

11h às 21h | Feira SUB |gratuita | não necessita inscrição | lugares limitados à capacidade da mesa

O projeto nasce a partir da seleção de alguns livros do acervo da Biblioteca Pública Municipal ‘Prof. Ernesto Manoel Zink’.Me ofereça um trecho é uma ação da Tenda de Livros em parceria com a Feira Sub.

Uma mesa com oito livros expostos e um convite para a leitura esses são os princípios básicos do projeto. E para tanto foram escolhidos oito livros de literatura brasileira, entre prosa e poesia, entre clássicos e contemporâneo.  “Usaremos a biblioteca para o que ela tem de melhor: a leitura. As pessoas serão convocadas a lerem um trecho de um dos livros que escolherão aleatoriamente ou pela capa. Depois do trecho lido ele será anotado em um caderno. Também estarei sentada o tempo todo para contar a história de cada livro ou lê-los para quem quiser”, explica Fernanda Grigolin, da Tenda de Livros.

Fernanda Grigolin é artista visual, editora, pesquisadora doutoranda em Artes Visuais na Unicamp. Por dez anos foi ativista de movimentos sociais no Brasil e na América Latina. Atua há 15 anos com publicações entre produção, edição, circulação e pesquisa. Realiza os projetos ‘Tenda de Livros’, ‘Jornal de Borda’ e ‘Arquivo 17′.

Possui especialização em Direitos Humanos (USP) e é mestra em artes visuais na Unicamp. Já participou de festivais e exposições no Brasil e no exterior. Recebeu os seguintes prêmios: Funarte Marc Ferrez de Fotografia (2012) e o Proac Livro de Artista (2014), Proac Publicações (2015) e Proac Artes Visuais (2016). Vive e trabalha em Campinas.

A Tenda de Livros é um projeto de circulação de arte impressa que promove encontros, exposições, bate-papos, troca de publicações e venda. A Tenda vem de um pensamento que acredita que a cultura e a arte são ferramentas para serem usadas na criação de plataformas políticas e novas formações de público.

EXPOSIÇÃO

[IMPRESSÃO] -com Curadoria de Danilo Perillo

As técnicas de impressão de uma imagem ou um texto remontam há séculos e revolucionaram a história da comunicação e da arte. Nesta pequena mostra será apresentada uma parte desta história, trazendo ao público os princípios desta revolução na história das artes gráficas através de quatro técnicas tradicionais de impressão: xilogravura, calcografia, litografia e serigrafia.

A Mostra tem a curadoria de Danilo Perillo, artista visual que atua no Laboratório de Gravura do IA da Unicamp desde 2002. Danilo atua na pesquisa e suporte aos alunos e professora na área gráfica e trabalha com processo de impressão gráfica (xilografia, calcografia, litografia, serigrafia, entre outros), que vai desde a confecção de matrizes até sua impressão em papel, manipulando uma infinidade de instrumentos e produtos químicos, como ácidos, sais, solventes, tintas e prensas.

Abertura: 1 de setembro

Encerramento: 16 de setembro

Período de Visitação: 1 à15 de setembro – segunda à sexta das 9h às 17h

16 de setembro – sábado – das 11h às 21h (durante a realização da Feira SUB)

Local | Biblioteca Pública Municipal ‘Prof. Ernesto Manoel Zink’ | Av. Benjamin Constant, 1633 | (ao lado da Prefeitura de Campinas)

Entrada gratuita

Artista Valéria Menezes, autora do cartaz da Feira SUB 2017 (Foto Marcela Pacola)

Artista Valéria Menezes, autora do cartaz da Feira SUB 2017 (Foto Marcela Pacola)

EVENTOS PARALELOS

Exposição do Acervo de Publicações Independentes da Feira SUB – com curadoria de Marcela Pacola e Fabiana Pacola Ius

Exposição de vários livros de artista, foto-livros, revistas, zines, cadernos, e livros de publicadores independentes que integram o acervo da Feira SUB no Projeto Estante de Livros e Cadernos de Artista do Instituto de Artes da Unicamp.

O Projeto Estante de Livros e Cadernos de Artista, localizado no prédio principal do Instituto de Artes da Unicamp, apresenta exposições de livros e cadernos de artista de alunos e artistas convidados.

Abertura: 5 de setembro

Encerramento: 30 de setembro

Período de Visitação: 5 à 30 de setembro – segunda à sexta das 9h às 22h

Local | DAP-IA (Departamento de Artes Plásticas doInstituto de Artes da Unicamp) |

piso térreo |R. Elis Regina, 50 | Cidade Universitária | Campinas | SP | Entrada gratuita

 

Exposição | ‘SINGULARIDADES’ – de Ana Francotti

‘SINGULARIDADES’ é um desdobramento da ação ‘Faço o seu retrato (cego), se você fizer o meu’ que Ana Francotti realizou nas ruas de São Paulo no ano passado, oferecendo a brincadeira do desenho cego às pessoas que passavam. Elas desenhavam o rosto de Ana, sem olhar para o papel, ao mesmo tempo em que Ana também desenhava o rosto delas, da mesma forma. Dessa ação surgiu o livroRETRATOS que é uma compilação de 55 retratos que as pessoas fizeram do rosto de Ana.

Depois de lançarRETRATOS, Ana percebeu que o que existia ali era uma coleção de singularidades, porque o desenho que se faz sem olhar para o papel, revela um traço que é só de quem o fez, um traço que não pode ser copiado por nenhuma outra pessoa. E concluiu que a experiência inicial do desenho é exatamente a experiência da singularidade, pois o exercício do desenho promove um encontro com algo que é só seu.

Ana Francotti é artista visual independente com atuação na cidade de São Paulo. O suporte utilizado para seus trabalhos é o impresso: livros de artista, zines, sketchbooks e lambe-lambes. Trabalha com desenho, fotografia, gravura e encadernação desde 2011. Tem uma pesquisa independente que se baseia no uso do livro como uma ferramenta no projeto do impresso, considerando sua materialidade como parte da construção artística.  Participa das principais feiras de publicações, como Plana, Tijuana, Miolo(s), Feira SUB e outras, desde 2014 e organiza a Feira Maru99, na zona leste de São Paulo, desde 2016. Este ano foi convidada pela Casa Contemporânea, espaço cultural na Vila Mariana, para expor seu processo de criação em uma aula do grupo de estudos de livro de artista da professora e artista Fabíola Notari e pela Feira SUB para apresentar seu trabalho resultado da pesquisa do livro RETRATOSna Torta, espaço de cultura e artes visuais de Campinas, integrando a programação paralela da Feira SUB 2017.

Abertura | 14 de setembro | 19h

Encerramento| 30 de setembro

Período de Visitação | 14/9 à 30/9 | necessita agendamento: torta.contato@gmail.com

Local |TORTA|Rua Duque de Caxias, 537 | Centro | Campinas | SP | Entrada gratuita

 

Ponto Poema é outro projeto contemplado na programação (Foto Divulgação)

Ponto Poema é outro projeto contemplado na programação (Foto Divulgação)

 

Oficina com Modelo Vivo | O Desenho e o Livro de Artista -com Ana Francotti

17 de setembro | 10h às 15h

Local | TORTA |Rua Duque de Caxias, 527 | Centro | Campinas | SP | gratuita (lugares limitados à capacidade do local) | inscrições: contato.torta@gmail.com

Nesta oficina Ana Francotti propõe que o participante possa praticar o desenho como uma experiência do sensível, uma forma de ver o mundo através da prática do desenho, com orientação para o desenvolvimento da percepção de seu próprio olhar, tendo como estímulo o corpo de um modelo. A aula acontece dentro de uma sessão de modelo vivo e é direcionada para o público em geral, mas especialmente para pessoas que não têm contato com a prática do desenho.

Cada participante realizará, também, seu próprio livro de artista, com os desenhos da oficina, em um projeto pré-definido.

A dinâmica da oficina será: das 10hàs 12h, desenho com modelo vivo e das 12h30 às 15h, confecção do livro de artista.

Para os interessados em participar é necessário fazer inscrição através do e-mail: contato.torta@gmail.com.

 

 

Bate-Papo de Encerramento | ‘Regimes de Singularidade no Campo das Artes: o Traço Cego do Desenho’ -com Nathanael Araujo e Ana Francotti

30 de setembro | 17h| TORTA |Rua Duque de Caxias, 527 | Centro | Campinas | SP |  gratuita (lugares limitados à capacidade do local)

O objetivo é fazer um bate-papo sobre o tema da exposição com convidados e público interessado.

NathanaelAraujo é antropólogo, doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Unicamp e desenvolve pesquisas sobre os mercados editorial e artístico e sua relação com a produção das cidades.

LAZER – A Feira SUB terá, ainda, um espaço para comidinhas artesanais com sanduíches tradicionais e vegetarianos do Mortadella&Companhia, hambúrguer artesanal do chef Cristiano Borgonovi Gastronomia, chope artesanal do Bonde Beer, cookies do Big John Cookies e discotecagem de Riva Rock.

Para quem vem de fora para expor ou visitar a feira, o CambuiHostel fará um desconto especial de R$ 20 na sua tarifa, somente durante o final de semana da Feira SUB (16 de setembro).

Serviço

Feira SUB 2017

Data da Feira: 16 de setembro de 2017

Horário: 11h às 21h

Local: Biblioteca Pública Municipal ‘Professor Ernesto Manoel Zink’ – Avenida Benjamim Constant, 1633, Centro, Campinas, SP (ao lado da Prefeitura Municipal)

Entrada gratuita

Informações: feirasub@themixbazar.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/feirasub

Confirme sua presença no evento: https://www.facebook.com/events/1558711004139952

Aqui você confere a lista dos expositores:  A Livreria (Piracicaba|SP), Adriana Cavallaro Estúdio (São Paulo), AForca (Santos|SP), Alcateia Coletivo (São Paulo), Aline Zouvi (São Paulo), Âmago (Campinas|SP), Ana Francotti (São Paulo) , anaiaiá (Porto Alegre|RS), Bagadefente (Botucatu|SP), BESOURA (São Paulo), BETUME (São Paulo), Borogodó Editora (São Paulo), Cactus Edições (Porto Alegre|RS), Caio Mascarello (Porto Alegre|RS), Carlos Alexandre Pereira + FEA Editora (Campinas|SP), Carriero (Campinas|SP), Coletivo Atalho Gráfico (São Paulo), Coletivo Distante (Campinas|SP), Coletivo Escape HQ (São Paulo), Coletivo NFTR N O F U T U R E (Campinas|SP),  Coletivo prensado (Osasco|SP), Conspire Edições (São Paulo), Coticoá (Santo André|SP), Daniela Pinheiro (São Paulo),  Deborah Salles (São Paulo),  Decimal (Porto Alegre|RS), Desdobraduras (Itajai|SC), Dulcineia Catadora (São Paulo), Edições Atelier Feito em Casa (São Paulo), Edições Jabuticaba (São Paulo),  Editora Incompleta (São Paulo), Editora Lamparina Luminosa (São Bernardo do Campo|SP), Editora Quelônio (São Paulo),  Editora Urutau (Campinas/Bragança Paulista|SP), .entre. edições (São Paulo), Estampe (Rio de Janeiro), Estúdio Jabuti (Belo Horizonte|MG), Farol 81 (Campinas|SP), Felipe Abreu + Vibrant (São Paulo),  FotolabLinaibah (Niterói|RJ e Colômbia), Gabriela Gil (São Paulo), Graficafábrica (São Paulo), Gusta Vicentini (Campinas|SP), helena giestas – canto da foto (Valinhos|SP), ilhOz (Campinas |SP), Isadora Fernandes (Santa Bárbara D’Oeste|SP), João Bosco (Campinas), Jornal de Borda (Campinas|SP), Jpedrinho9 (Campinas|SP), Júlia Oliveira (Campinas|SP), La Tosca (São Paulo), LíquidoPreto (São Paulo), Lote 42 (São Paulo), Malha Fina Cartonera (São Paulo), Marcio Sno (São Paulo) ,Mimo de Vênus (Campinas|SP), Moinho Edições Limitadas (Lindolfo Collor|RS), MomoCrap (São Paulo), Murilo Martins (São Paulo), O SOMOS (Belo Horizonte |MG), ObjetusLúdicusAntimatéria ( Taguatinga|DF), Pemba (São Paulo), Pipoca Press (Rio de Janeiro), PHONTE 88 (Belo Horizonte|MG),  Poupée Rouge Publicações Independentes (São Paulo), Quatro Cantos (São Paulo), rrrrrrrrrrrrrrr (São Paulo), Sete Martes (São Paulo), Telma Melo (São Paulo), Thais Ueda (São Paulo), Ubu Editora (São Paulo), Veio de Lá (São Paulo), Vitor Zanini (São Paulo), Volúsia Press (São Paulo), Xilomóvel (Campinas|SP) e Zarabatana Books (Campinas|SP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>